Tiago Iorc tocou na ferida expondo a masculinidade tóxica

Tiago Iorc tocou na ferida expondo a masculinidade tóxica
Necessária ou não, e segundo eu, mais que necessária, a nova canção de Tiago Iorc “Masculinidade” é um tiro no ego “frágil” de muito macho alfa por aí e uma verdadeira libertação para o homem real, que sofre, que teme e que reprime seus sentimentos devido à pressão de uma sociedade dominada por estereótipos sexistas que destroem a autoconfiança, a autoestima, a amizade, e principalmente, os relacionamentos.
A letra, provocativa e impactante, submete a nós, pobres e orgulhosos homens, a uma profunda reflexão acerca do que de fato define a masculinidade. Será que devemos mesmo nos submeter a esse padrão social de parecer viril, forte e insensível o tempo todo? O que ganhamos com isso? E se nos assumíssemos como somos, cada um com suas fragilidades, fraquezas e inseguranças? O que perderíamos? Admiração? Status? Mulheres?
E o que são as mulheres para os homens afinal? Alguém para amar e honrar por toda a vida ou um objeto para se usufruir e exibir como um troféu para os amigos? E o que é o sexo? É algo íntimo compartilhado por duas pessoas que se amam ou algo fugaz feito apenas para satisfazer a libido e o ego? Precisamos da pornografia afinal? Por muito tempo, questões como essas não tem espaço algum no universo masculino por serem consideradas sinais de fraqueza, de baixa autoestima e até de homossexualidade. E como isso é prejudicial. Para as mulheres, para as famílias, e principalmente para os homens, heterossexuais e homossexuais.
  
 
Mas a arte, mais uma vez, nos alivia e nos salva. A canção de Tiago Iorc expressa de forma perspicaz o que está preso na garganta de muitos homens que não sabiam o quanto sua verdadeira masculinidade foi reprimida pela masculinidade tóxica. Afinal, quem disse que homem não chora, que não pode gostar de poesia, que não pode ser romântico, que não pode fazer amor invés de sexo, que não pode ajudar nas tarefas de casa, que não pode ser ele mesmo? Quem disse isso, com certeza não entende nada do que é ser homem.
Ser homem é ser forte sim. Ser homem é ser resistente. Ser homem é ser protetor. Ser homem é ser auto defensivo, mas também é ser sensível, ser amável, ser vaidoso, ser músico e poeta.  
 
Ramon Ribeiro

 

 Redes Sociais

    

Um site feito especialmente para você que procura o melhor do bem-estar e auto-estima na Internet, sempre tendo a comodidade de encontrar um conteúdo saudável na web, que promova sempre o bem, o amor, a paz, o otimismo, a alegria, o conhecimento, a música, a informação e a educação. 

Nosso site está localizado na cidade de Ouro Fino, no Sul de Minas Gerais, como a primeira empresa de publicidade globalizada culturalmente de nosso município, promovendo a qualidade da internet ourofinense e do Brasil. Aproveite sempre o que o mundo tem de melhor! 

Sempre ótimos dias para você e sua família!