Ser Desumano parece ser mais Digno!

A desvalorização do ser humano como "ser digno" diminui nossa auto-estima e por fim se dá espaço apenas ao que é "material". "Dinheiro, tecnologia, vícios e consumismo".

Perda de Valores significa mudança no quadro social. Naturalmente o mal sai ganhando, pois não precisa de valores e o bem sai perdendo, pois necessita de valores!

"Exposição, dinheiro, consumismo"! Será que não é mais Digno ser considerado um objeto do que um ser humano? 
 

Redação: Ramon Ribeiro

Equipe: Bem Estar Ouro Fino

Quando presenciamos um ato criminoso na televisão ou em nossa própria cidade, temos o hábito de logo julgar o sujeito como "desumano". Nada mais óbvio, de acordo com o dicionário, todo ato desumano reflete-se a atos que fogem completamente das normas de ética e respeito à dignidade do próximo e da sociedade, reconhecendo todos como iguais em direitos e deveres. Já o "ato humano" ou mais comumente a "humanização", é considerado a sociedade que se caracteriza em regras éticas e racionais, características atribuídas a todo ser vivo que seja considerado "humano", ou seja, pessoas, homens e mulheres. Porém já no parecer de muita gente instruída e principalmente observadora, parece que essa expressão já está fazendo muito sentido. 
De nada adiantará você ligar a televisão esperando por uma notícia boa, nenhuma aparecerá. O fato de que os atos humanos de hoje se correspondem a assassinatos, traições, depravação, estupros, pudor, corrupção e tráficos de todos os tipos e formas reflete à nossa interpretação de uma maneira altamente negativa quando vamos distinguir o que é humano e desumano. 
Se atos desumanos correspondem a absolutamente tudo ao que foi dito acima, lamento dizer que não somos humanos, somos desumanos. Humanos naturalmente conforme a Lei se classificam como pessoas éticas, que respeitam o próximo e sentem compaixão. Mas hoje, como a exaltação do orgulho e a moda de ser mal e impiodoso está estampada em absolutamente tudo o que se possa imaginar, filmes, músicas e até nos livros, podemos concordar nesta exata linha que ser desumano parece ser muito mais bem digno do que ser humano. 
Parece-nos hoje que a sociedade está vivendo uma transição de involução, de regressão, tanto emocional como psicológica. Já não valorizamos nem o próprio corpo, deixamos à mostra de todos e nos mergulhamos em um universo de promiscuidades, como macacos, por quê não? 
Estamos ficando mais burros, com uma tecnologia que faz tudo por nós, não demorando muito não será mais importante ser nada, apenas ter! Ter um robô para te escovar os dentes. 
Mas por quê eu estou comparando os desumanos aos animais, quem sabe os animais sejam até mais humanos do que nós mesmos. 
Portanto voltamos à pergunta inicial: "O que é de fato, humano e desumano"? Será o humano a massa que é responsável pelos desastres que vêmos todos os dias na TV ou a pequena minoria que trabalha para o bem da humanidade? A esses da segunda opção nós o chamamos até de desumanos não é? Pois são geralmente estudiosos, cientistas e engenheiros que gastam suas vidas em projetos de estudo deixando de lado os prazeres mundanos e até mesmo os prazeres humanos. Já "ser humano" se classifica então em massa como todo ser que pratica o mal e se mergulha em todos os prazeres mundanos, sem nenhuma regra, sem nenhum escrúpulo. Parece ser essa a definição, mas como o dicionário classifica todos esses atos a um ser desumano, não há como encaixar a massa a esse "certinho" padrão. Por isso, podemos inverter, colocando cada um no seu devido lugar, "desumanos" como os mals e os "humanos" como os bons. Pena que o padrão "humano" anda perdendo influência na mídia, sendo julgado muitas vezes como ridículo, bobo e careta, digno de zombação e de pena. Quem era herói agora é vilão e quem era vilão agora é herói. Até mesmo em livros, filmes e dramaturgias o vilão parece ser o mais amado e queridinho dos cinemas, da televisão e dos HQ's. Talvez porque todo vilão transmita segurança, auto-confiança e ousadia, características todas ligadas ao sucesso e ao poder, que são coisas que toda pessoa almeja hoje em dia. 
Caso esse quadro continue, os livros de sociologia, filosofia e outros terão de mudar seu padrão. Ao invés de "Ciências Humanas", estudaremos "Ciências Desumanas" e os nomes dos filmes de cinema podem adquirir o nome do vilão ou da bruxa, deixando de lado as princesinhas e os heróis que foram tão queridos por uma geração, digamos "humana".      
Redação: Ramon Ribeiro
Co-Redator: Paulo Henrique Roberto 
Equipe: Bem Estar Ouro Fino

 

 Redes Sociais

    

Um site feito especialmente para você que procura o melhor do bem-estar e auto-estima na Internet, sempre tendo a comodidade de encontrar um conteúdo saudável na web, que promova sempre o bem, o amor, a paz, o otimismo, a alegria, o conhecimento, a música, a informação e a educação. 

Nosso site está localizado na cidade de Ouro Fino, no Sul de Minas Gerais, como a primeira empresa de publicidade globalizada culturalmente de nosso município, promovendo a qualidade da internet ourofinense e do Brasil. Aproveite sempre o que o mundo tem de melhor! 

Sempre ótimos dias para você e sua família!