Os Croods e o Mito da Caverna de Platão

Os Croods e o Mito da Caverna de Platão
Um paralelo entre a jornada da atrapalhada família pré-histórica e a metáfora do filósofo da Grécia Antiga
 
Animações que agregam emoções com histórias envolventes e personagens cativantes costumam marcar e ensinar muito e não faltam exemplos deste gênero em estúdios renomados como a Disney, a Pixar e o Studio Ghibli, que conseguem com toda a sua técnica e perfeição nos passar importantes lições de vida. Contudo, existe um estúdio que têm se destacado muito bem nesta proposta, produzindo animações que unem histórias inspiradoras com humor e muita fantasia e imaginação. A DreamWorks é um destes exemplos ao lançar "Os Croods" em 2013.  
 
A família pré-histórica dos cinemas ganhou a simpatia de pais e filhos e já conta com um grande número de fãs. O primeiro filme foi indicado ao Oscar na "Categoria de Melhor Animação" e só não ganhou devido ao enorme sucesso na época de "Frozen" da Disney, lançado no mesmo ano. Embora ofuscado pelo sucesso da casa do Mickey, "Os Croods" caiu no gosto de adultos e crianças, tornando-se um filme família preferido de muitas famílias. E não é pra menos. Os Croods são apresentados ao espectador como a família mais imperfeita do mundo, cheia de manias, de desentendimentos, de discussões, de esquisitices, mas acima de tudo, cheia de muito amor. A curiosa e esquisita família é apresentada sob a ótica da protagonista Eep, filha mais velha dos Croods, que sonha em sair do seio familiar e explorar o mundo. Seu pai, Grug, é um superprotetor e zela para que todos permaneçam confinados na caverna, saindo apenas para caçar. A família ainda é composta por seu irmão Thunk, sua mãe Ugga, a caçula Sandy e a Vovó. 
Tudo muda quando Eep em uma de suas fugas noturnas conhece Gai, um garoto solitário que busca o amanhã e ele avisa à garota tigre que o mundo que ela conhece vai desmoronar. Eep e sua família só percebem que Gai falou a verdade quando realmente veem que o mundo está desmoronando bem debaixo de seus pés. E é a fuga da destruição que os fazem sair plenamente da caverna e conhecer um mundo que jamais imaginariam conhecer. 
Novas criaturas, novas trilhas, novas descobertas e novas experiências fazem os Croods enxergarem pouco a pouco a amplitude da vida e da natureza e o quanto eles podem vivenciar e aprender. 
 
 
Começa aí um processo na família de despertar a um mundo novo e este processo é conduzido por Gai, que conquistando a simpatia de Eep, o chama para ajudá-los a enfrentar e se salvar dos diversos perigos que o mundo oferece. 
Toda a família começa a se permitir ao novo, ao processo de mudança e ao olhar de novos horizontes, exceto pelo patriarca Grug, que insiste em permanecer na caverna mental, não se abrindo a novos ângulos e novas perspectivas de vida. O pai só consegue abrir sua mente e ver sentido em novas possibilidades de viver ao se aproximar realmente de Gai, tornando-se seu amigo e o aceitando como um membro da família. 
 
 
É possível fazer um paralelo da trajetória dos Croods com o mito da caverna de Platão. Nos escritos da metáfora, Platão cria um diálogo entre Sócrates e o jovem Glauco. Sócrates pede para que Glauco imagine um grupo de pessoas que viviam numa grande caverna, com seus braços, pernas e pescoços presos por correntes e voltados para a parede que ficava no fundo da caverna.
Atrás dessas pessoas, havia uma fogueira e outros indivíduos transportando objetos, os quais tinham as suas sombras projetadas na parede da caverna, para onde os prisioneiros ficavam observando.
Como estão presos, os prisioneiros podiam enxergar apenas as sombras das imagens, julgando serem aquelas projeções a própria realidade. Uma das pessoas presas nesta caverna consegue se libertar das correntes e sai para o mundo exterior. A princípio, a luz do sol e a diversidade de cores e formas assustam o ex-prisioneiro, fazendo-o querer voltar para a caverna.
 
No entanto, com o tempo, ele acabou por se fascinar com a luz e com as inúmeras novidades e descobertas que fez. Assim, tomado por compaixão, decide voltar para a caverna e compartilhar com os outros prisioneiros todas as informações sobre o mundo exterior.
As pessoas que estão na caverna, porém, não acreditam naquilo que o ex-prisioneiro diz e o reprimem, chamando-o de louco. Podemos notar que Eep é a figura representativa do prisioneiro que se liberta e presencia a luz, mas que é repreendida por seu pai e sua família pelo fato de eles não abrirem os olhos e a mente para um mundo novo. Gai por sua vez, é a luz, que mostra para Eep a beleza do mundo e que também consegue mostrar esta beleza para toda a família pré-histórica. 
A caverna é uma metáfora que ilustra o estado de permanente ignorância humana. Para Platão, a caverna simbolizava o mundo onde todos os seres humanos vivem. As sombras projetadas em seu interior representam a falsidade dos sentidos, enquanto as correntes significam os preconceitos e a opinião que aprisionam os seres humanos à ignorância e ao senso comum. Se os Croods permancessem na caverna, jamais vivenciariam todas as aventuras que o fizeram chegar a um novo lar repleto de beleza e de luz. 
 
A sequência, lançada em 2020 vem como esta mesma proposta, mas com uma ótica diferente. A caverna, bem literal no primeiro filme, é agora representada por uma enorme fortaleza onde vivem confinados a família "Bemelhores", em meio a muita fartura, comodismo, bem-estar e conforto. Neste novo mundo de facilidades, quase toda a família muda seu comportamento, exceto por Eep e Grug, que não veem sentido em ter uma vida parada sem riscos ou desafios. O casal bemelhor ainda tem uma filha, Aurora, que é mantida confinada na cabana, impedindo-a de qualquer contato com o mundo exterior e que fica fascinada quando Eep a leva a um passeio cheio de adrenalina para fora das fronteiras do forte. 
Aurora é a primeira a descobrir que uma vida sem riscos é uma vida não vivida e que nenhum conforto ou segurança pode preencher o vazio de simplesmente não viver intensamente. 
No segundo filme, Eep se torna a figura da luz que conduz a ex-prisioneira Aurora em sua coragem para sair da caverna e vivenciar a beleza do mundo, exatamente como na metáfora trazida por Platão e acaba sendo também repreendida por seus pais. 
É necessário que o perigo se imponha para que as duas famílias se unam com o propósito de serem livres, sem medos e com a disposição de viverem plenamente a vida. Quem sabe do que estou falando, com certeza viu o novo filme. 
 
E a proposta de "Os Croods" é bem executada, tanto no primeiro filme de 2013, como na sequência de 2020. E esta é uma animação para se guardar como uma valiosa lição de vida e uma ótima opção para se divertir em família, seja moderna ou pré-histórica. 
 
Escrito por Ramon Ribeiro
Redação Bem Estar Ouro Fino

Assista ao clipe do filme!

Document

Cultura Pop / Animação

Mais nostálgico, impossível! Nova animação une Scooby-Doo e Coragem, O Cão Covarde

Quem viveu a era de ouro da animação nos anos 2000 da Cartoon Network e cresceu com os desenhos clássicos da Hanna-Barbera com certeza conhece e ama os personagens marcantes de ambos os estúdios, repletos de originalidade e criatividade. As criações do "Cartoon Cartoons" por exemplo trouxeram...

Cultura / Diversão

Lembra deles? Família Dinossauro chega no Disney Plus!

  Uma das séries mais excêntricas e emblemáticas da história da TV, também é a mais querida e amada por fãs de todas as idades e apesar de ser uma nostalgia para os mais velhos, também vem conquistando o público mais novo, que assiste pela primeira vez. “Família Dinossauro” é uma produção que...

Crítica / Cinema

Crítica | Lucy (2014)

  Lucy é o tipo de ficção científica que traz uma boa proposta de reflexão, mas que reproduz essa temática como mais uma obra de entretenimento, visando muito mais a diversão do que o aprofundamento no assunto em si.   Baseando-se na ultrapassada premissa de que o ser humano só usa 10%...

Cultura Pop

A distopia em “Watchmen – O Filme”

  Obra de Zack Snyder é uma adaptação de um universo paralelo da DC que reflete a distopia e o pior da humanidade naqueles que são geralmente fontes de nossa admiração: os heróis.   O que faz do filme de gênero Fantasia, Espionagem e Ação de Zack Snyder ser tão genial e original é...

Arte / Entretenimento

Relembre os momentos marcantes do Cartoon Network

  O Cartoon Network é considerado um dos canais infantis mais populares e queridos do mundo. Presente em vários países, a marca nasceu em outubro de 1992 e logo depois foi lançada no Brasil em 1993, fornecendo ao público infantil brasileiro uma programação diferenciada, divertida, criativa e...
Document

 

 Redes Sociais

    

Um site feito especialmente para você que procura o melhor do bem-estar e auto-estima na Internet, sempre tendo a comodidade de encontrar um conteúdo saudável na web, que promova sempre o bem, o amor, a paz, o otimismo, a alegria, o conhecimento, a música, a informação e a educação. 

Nosso site está localizado na cidade de Ouro Fino, no Sul de Minas Gerais, como a primeira empresa de publicidade globalizada culturalmente de nosso município, promovendo a qualidade da internet ourofinense e do Brasil. Aproveite sempre o que o mundo tem de melhor! 

Sempre ótimos dias para você e sua família!