O mal é uma epidemia

Não importa se é um mal grande ou pequeno, quando é mal, prejudica! 

O ego é sempre o lugar onde o mal ganha mais força!

A maioria das pessoas pensa que existe diferença entre o mal pequeno e o mal grande. Muitos adotam a mentalidade de que aquele malzinho feito para se divertir ou até mesmo como forma de inocência não tem a mesma magnitude de um mal feito intencionalmente e com intenções maquiavélicas de oprimir alguém ou um grupo de pessoas. Bom, pois aí vai uma nota: "é mentira". Esse pensamento de malzinho e malzão é apenas um pretexto para as pessoas não se sentirem tão culpadas diante de seus atos diários, fazendo-as pensar de que o mal é algo comum mesmo, característico de todo ser humano e que faz parte da vida das pessoas. O que talvez não percebamos é o grande "mal" que causamos à sociedade com esse pensamento "inocente".

Desde chamar alguém por um apelido que pareça divertido só para você, ignorar alguém no Facebook como se ele não existisse até o ato de espancar uma pessoa sem defesa ou humilhá-la em público, saiba que esses todos esses atos maldosos tem a mesma significância e magnitude, ou seja, se é mal, é mal, e pronto, acabou! Para começar, o mal em uma pessoa surge como um embrião que vai se desenvolvendo, é como ganhos de uma árvore com folhas numerosas que precisam ser podadas. Uma pessoa que acredita em "malzinho" e comete pequenas gafes com os outros sem ter peso na consciência, se não for corrigida, daqui cinco anos já terá plantado inúmeros conflitos entre as pessoas, quem sabe até ter humilhado, machucado ou pisoteado em alguém, e o pior é que ela achará tudo isso inteiramente normal e sem importância. Podemos já saber que o mal é uma grande armadilha, ele seduz as pessoas para uma vida fácil através de atos comuns hoje na sociedade, como: "rejeição, descaso, ignorância, esnobio, gula (egoísmo e luxúria), boatos e principalmente, mentiras". É a forma mais sorrateira e mais silenciosa para levar as pessoas a praticarem o mal, alimentando o ego delas, as exaltando. O mal é inteligente e sempre gosta de enganar pessoas e principalmente criar conflitos entre elas, destruindo famílias, amizades, namoros e casamentos. Simplesmente porque o mal detesta o bem!

Mas não é só isso que o mal é capaz de fazer! O mal além de tudo isso, é uma epidemia! Ele se alastra em meio à multidão, se espalha através do ar e somente pessoas que são emocionalmente equilibradas não são atingidas por essa energia negativa. Pense bem: "O marido chega do trabaho em casa nervoso porque seu chefe lhe deu uma bronca e uma advertência, nisso ele desconta toda a sua raiva na sua esposa, a esposa no dia seguinte, magoada, desconta no cliente de sua loja o atendendo mal, o cliente bravo com o que aconteceu se estressa com o seu irmão, já o seu irmão desconta sua raiva em no colega de escola, o que daí surge uma briga, os pais dos garotos são chamados e se aborrecem e brigam entre eles dentro de casa, causando traumas psicológicos no irmãozinho caçula de quatro anos. E o pior é que não pára! O mal só continua a se alastrar como uma doença contagiosa, e não é exagero! Tudo isso na maioria das vezes surge daquele famoso "malzinho", lembra dele? Aquele mal inocente que não causa dor de cabeça! Pois é, esses pequeninos atos de maldade são os mais responsáveis pelo crescimento do mal no mundo e evolução de conflitos entre as pessoas, pois esses males vão passando de um ambiente para outro crescendo como uma bola de neve até virar uma catástrofe a quilômetros de distância da sua casa, mas não importa se o autor do crime foi você, o que importa é que você fez parte deste processo de caminhada do mal, ele partiu ou passou pelas suas mãos. Consciêntes ou não disso, as pessoas estão interligadas, todos nós somos compostos por uma rede invisível, e o mal que alguém pratica para você pode afetar outras pessoas, assim como o bem, feito a você, pode deixar algumas pessoas mais felizes. Somos uma rede! Portanto, não procure praticar o mal, pratique o bem! Será mais benéfico para sua sociedade, sua cidade, sua família e seu país. Haverão menos crimes, haverão menos vícios, haverão menos guerras, haverá menos sofrimento e pessoas inocentes não terão que pagar por pecados que não cometeram. Reflita sobre seus atos, pense se eles realmente fazem bem à você ou se estão apenas alimentando seu ego, o mal alimenta o ego de todo mundo, acredite, não é só o seu!

Texto: Ramon Ribeiro dos Santos

 

 Redes Sociais

    

Um site feito especialmente para você que procura o melhor do bem-estar e auto-estima na Internet, sempre tendo a comodidade de encontrar um conteúdo saudável na web, que promova sempre o bem, o amor, a paz, o otimismo, a alegria, o conhecimento, a música, a informação e a educação. 

Nosso site está localizado na cidade de Ouro Fino, no Sul de Minas Gerais, como a primeira empresa de publicidade globalizada culturalmente de nosso município, promovendo a qualidade da internet ourofinense e do Brasil. Aproveite sempre o que o mundo tem de melhor! 

Sempre ótimos dias para você e sua família!