O filme que te conscientiza sobre a morte

O filme que te conscientiza sobre a morte
“Um Olhar do Paraíso” é o tipo de filme que te desperta para a brevidade da vida e a certeza da morte. É um choque de realidade e um despertar para o que é inevitável". 
 
O que você faria se soubesse que ia morrer amanhã? Ou semana que vem? Ou até mesmo daqui a dois ou três anos? Seja qual for o tempo que ainda te resta, se você tivesse conhecimento deste tempo, suas percepções, planos, prioridades, valores e até sonhos mudariam radicalmente em questão de minutos. Simplesmente por agora você ter a consciência de que a vida é breve e a morte é certa, independente de como ela vier. Esta é a mensagem central do filme “Um Olhar do Paraíso”, baseado no romance "The Lovely Bones" de Alice Sebold, que apesar de ser um drama que não agradou a crítica especializada, contém uma lição atemporal e uma verdade absoluta que muitas vezes ignoramos. A verdade imutável de que vamos todos morrer, mais cedo ou mais tarde.
Tal mensagem é desenvolvida e trazida ao espectador através da protagonista Susie Salmon. Uma bela garota adolescente de 14 anos que está prestes a passar por várias descobertas relacionadas ao amor e a puberdade e que está ainda definindo seus sonhos e propósitos. Nem mesmo o primeiro beijo ela chega a vivenciar, pois num fim de tarde após a escola, na sua volta para casa, ela é atraída de forma inocente para a armadilha de seu vizinho, que a estupra e depois a assassina antes que ela pudesse completar sua fuga. Agora morta, em estado de espírito, Susie vivencia as buscas por seu próprio corpo, o luto de sua família, o sofrimento irreversível de seus pais, a perda do garoto o qual ela estava apaixonada e o pior de tudo, o fato de seu assassino estar o mais distante possível de qualquer suspeita, já que aparenta a imagem de um velho senhor que gosta de passar o tempo fazendo maquetes e outros projetos artesanais. No máximo recebe a visita dos detetives sem muitas delongas.
No além, Susie não se conforma com a própria morte e com o fato de ter partido tão cedo, justamente na fase em que mais tinha expectativas a vivenciar. Presa numa espécie de purgatório entre o céu e o inferno, Susie assiste por quase um ano o desenrolar de seu próprio caso, ainda sem solução. O interessante da trama é que quanto mais Susie se recusa a aceitar o fato de estar morta, mais sua família se agoniza, chegando a passar por crises conjugais, falta de diálogo e até adotando atitudes nada sensatas ao começarem a desconfiar do vizinho, acusando-o sem provas e até seguindo-o em lugares perigosos. Um laço espiritual ainda os conecta, mas não de conformidade e sim de remorso, culpa e desejo de vingança. Toda esta agonia acabaria assim que Susie aceitasse o seu chamado de ingressar definitivamente no Paraíso, dando continuidade à vida terrena de seus pais, sua irmã e seu irmão, e partindo em direção ao que lhe foi reservado.
 
O chamado de Susie veio logo de início, por meio de várias outras garotas mortas pelo mesmo assassino em várias localidades dos Estados Unidos e em várias datas diferentes. Em nenhum dos assassinatos o criminoso foi identificado. Susie, ao adentrar no espaço intangível da casa do assassino, se depara com o cofre em que seu corpo está armazenado por meses. E se conscientiza. É hora de partir. Já tendo havido experimentado de forma fragmentada uma amostra das maravilhas do paraíso, Susie ainda estava apegada com as experiências terrenas nunca vividas, mas logo percebeu que cada experiência e alegria terrena poderia ser vivenciada através de sua família, que passaria a aceitar sua perda e que logo seguiria em frente suas vidas. Mesmo o criminoso não sendo responsabilizado, seu fim é trágico. Mas o desfecho mostra que isso não importava mais. Susie partiu de forma silenciosa o suficiente para que sua família notasse e ciente de que ela estava bem e na mais absoluta paz, novas alegrias foram possíveis. Seus pais desfrutam de um casamento feliz, sua irmã descobre um grande amor, seu irmão caçula começa a amadurecer e construir sonhos.
 
A morte quando vem, simplesmente vem. E nada a impede de vir. A caminhada de Susie Salmon nesta terra foi breve, e ainda que seu fim tenha ocorrido de forma brutal, a entrada ao paraíso foi edificante e libertadora. Para ela e para os entes queridos que ela deixou.
É impossível não se emocionar ou se tocar com a mensagem deste filme. Faz-nos refletir com o que estamos gastando ou desperdiçando nosso tempo neste mundo. Todos merecem uma vida feliz, mas são nossas escolhas que permitem ou impedem esta dádiva.
 

De Ramon Ribeiro 

Redação Bem Estar Ouro Fino

Cinema / Sociedade

O Preço do Amanhã não é só um filme, é uma aula!

Filme de ficção protagonizado por Justin Timberlake explora com inteligência e criatividade o contraste entre as classes sociais e a opressão do capitalismo corporativista, traçando com eficiência, um paralelo entre o cenário distópico da obra e a nossa realidade atual.    Se sua vida é...

Felicidade / Espiritualidade

Silencia a sua mente e seja leve (O Poder do Agora)

  Você já se pegou pensando de forma demasiadamente exagerada?  Pois saiba que grande parte do nosso sofrimento é gerado por excesso de pensamentos e suposições desnecessárias. Quanto mais pensamos, mais ficamos presos a infinitas possibilidades com relação às nossas vidas, imaginando...

Cultura / Cinema

A Viagem de Chihiro: crítica social, identidade, capitalismo e amadurecimento

Obra japonesa é repleta de simbolismos, e muitos deles refletem a sociedade atual. A animação é reconhecida como uma das mais renomadas de todos os tempos, levando o Oscar de 2003 no lugar de grandes produções americanas como "A Era do Gelo" da Blue Sky Studios, "Lilo e Stitch" da Walt Disney e...

Crítica / Cinema

História De Um Casamento nos mostra as faltas que levam ao divórcio

O que faltou no casamento de Nicole e Charlie? Em se tratando do processo de divórcio, uma experiência absolutamente destrutiva na vida de qualquer ser humano, em sua psique, sua moral e principalmente em seu espírito, não faltou nada que Nicole Barber (Scarlett Johansson) e Charlie Barber (Adam...

 

 Redes Sociais

    

Um site feito especialmente para você que procura o melhor do bem-estar e auto-estima na Internet, sempre tendo a comodidade de encontrar um conteúdo saudável na web, que promova sempre o bem, o amor, a paz, o otimismo, a alegria, o conhecimento, a música, a informação e a educação. 

Nosso site está localizado na cidade de Ouro Fino, no Sul de Minas Gerais, como a primeira empresa de publicidade globalizada culturalmente de nosso município, promovendo a qualidade da internet ourofinense e do Brasil. Aproveite sempre o que o mundo tem de melhor! 

Sempre ótimos dias para você e sua família!