Já Houve Um Tempo

Já Houve Um Tempo
Houve um tempo que a gente vivia tão bem...
Houve um tempo que a gente não precisava de celulares para se relacionar
Que não precisávamos de redes sociais para manter a auto-estima
Que não precisávamos de tanto consumismo para cobrir carência. 
 
Já houve um tempo que a gente não precisava ficar inventando postagens para dizermos o que sentíamos
Que não precisávamos trocar SMS para saber qual era o gosto musical do seu melhor amigo
E nem precisávamos ficar tão inseguros para dizer a verdade olhando nos olhos da outra pessoa... 
 
Já houve um tempo que não precisávamos de rede social para nos mostrar
Nem de Internet para ter o que conversar
Já houve um tempo que abraço era algo comum
E toque não era "touch". 
 
Já houve um tempo que só atores e atrizes olhavam para câmeras
Que fotografia era profissão séria
Que música não era só um barulho eletrônico de máquinas de som
Que poesia não era só em declarações de amor 
Que educação não era só coisa de gente imbecil e sem inteligência.
 
Sim acreditem! 
Já houve um tempo que dividíamos a comida e a TV na mesma sala e na mesma cozinha
Já houve um tempo que existia diálogo entre pais e filhos ao invés de mensagens "in box" 
Já houve um tempo que a luz do sol era o maior espetáculo do dia
E que as estrelas eram os maiores efeitos especiais da época (não ganharam Oscar). 
 
Já houve um tempo que pessoas agiam como pessoas, não como máquinas
Que amar não era coisa de trouxa
Que roubar era vergonhoso Sim
E que mentir era motivo de vexame
 
Já houve um tempo que as conquistas tinham mais valor
Que a fome era vista com seriedade, não obesidade
Que honra era tudo o que um homem tinha de mais importante
E que família era o maior de todos os privilégios no quesito "prosperidade". 
 
Já houve um tempo que pessoas eram sensíveis
E que ser era mais importante que ter 
Que moda não era obrigatório
E que pecado era algo levado à sério 
 
Hoje, nós abracamos o pecado
Abraçamos a guerra
Abraçamos a desonestidade
Abraçamos a violência
Abraçamos o apocalipse 
 
E tudo isso de ruim
Molda hoje a nossa cultura
E o nosso modo de pensar
 
O que vale é ganhar
Nem que seja passando por cima
Honra é coisa de gente velha
E amor é lorota
 
E isso tudo hoje é consumido
Em filmes, livros, novelas e desenhos animados
Todos incentivam a violência, a desonestidade, a trapaça, a corrupção, a morte, a guerra, os conflitos, o pecado...
E transformamos tudo isso em diversão, em horas de lazer e entretenimento...
 
Como podemos querer um mundo saudável se consumimos tudo isso como fonte de diversão? 
Pior! Como cultura? 
 
A guerra hoje é moda, um espetáculo! 
E os conflitos sociais são hoje um modismo! 
Brigamos por tudo. Tudo mesmo! 
E sim! O mundo está IN-SU-POR-TÁ-VEL!!! 
 
Também pudera! 
A um mundo que abraçou o mal e caçoa do bem, não podemos mesmo pensar outra coisa! 
O bem hoje é só uma publicidade, e uma forma de ganhar dinheiro! 
Fora isso, o bem não existe mais! 
 
O mal sempre vêm gratuitamente! 
O bem custa caro! Custa dinheiro, custa tempo, custa principalmente, o precioso "EGO". 
Esse ego que nos limita a pequenez deste mundo e nos afasta de Deus. 
 
Já houve um tempo... Houve! 
 

Ramon Ribeiro dos Santos

 

 Redes Sociais

    

Um site feito especialmente para você que procura o melhor do bem-estar e auto-estima na Internet, sempre tendo a comodidade de encontrar um conteúdo saudável na web, que promova sempre o bem, o amor, a paz, o otimismo, a alegria, o conhecimento, a música, a informação e a educação. 

Nosso site está localizado na cidade de Ouro Fino, no Sul de Minas Gerais, como a primeira empresa de publicidade globalizada culturalmente de nosso município, promovendo a qualidade da internet ourofinense e do Brasil. Aproveite sempre o que o mundo tem de melhor! 

Sempre ótimos dias para você e sua família!