Empresas são máquinas de comunicar informações e tomar decisões

A comunicação interna, mais do que nunca, pode se tornar o principal diferencial de um mercado altamente competitivo. Pessoas que se falam mais, trocam mais idéias, colaboram mais, tomam decisões melhores e mais rápidas. Muros são derrubados, pontes são construídas.

 Do Site: Portal Administradores: zip.net/bln6Br
O Facebook se tornou a maior empresa de mídia do mundo porque a massa o elegeu! O Facebook só tem o poder que tem por causa de seus usuários em grande escala que o elegeram como site favorito. Nessa situação, todos os outros secundários migram para lá para também serem vistos e venderem. Todos! Artistas, empresas, celebridades, marcas, todos obedecem o eleito. Além de pessoas, empresas também são eleitas. Mais informações no texto de Keith Matsumoto do Portal Administradores. Confira!
 
 
Li a entrevista de Thomas W. Malone, no artigo A Billion Brains are Beter Than One*, e uma declaração do entrevistado me chamou muita atenção: empresas são máquinas de comunicar informações e tomar decisões.
 
 
Será?
Comparei duas empresas em eras diferentes: Ford, na era industrial e Nike, atualmente.
 
 
Na antiga Ford, todas as principais decisões da empresa podiam ser tomadas por poucas pessoas. A empresa era uma máquina de produzir bens materiais.
 
Segundo Henry Ford:
"Contratamos operários porque precisamos de seus braços e pernas, pena que eles têm que trazer a cabeça junto".
 
 
Já na Nike, vemos que o modelo se inverteu. Toda a produção é terceirizada. Produzir não é importante. O importante é fazer com que os funcionários se comuniquem e tomem decisões rápidas e eficientes. As decisões são descentralizadas, o que gera mais comprometimento, criatividade, liberdade e prazer em trabalhar (drivers da Era do Conhecimento).
 
 
E o que isso quer dizer?
 
Isso quer dizer que a comunicação interna, mais do que nunca, pode se tornar o principal diferencial de um mercado altamente competitivo.
 
 
Pessoas que se falam mais, trocam mais idéias, colaboram mais, tomam decisões melhores e mais rápidas. Muros são derrubados, pontes são construídas.
 
 
Redes sociais como catalisadores
 
Além do modelo de negócios atual favorecer o "empowerment na ponta", o fenômeno das redes sociais são verdadeiros catalisadores deste processo.
 
 
As redes sociais utilizadas dentro da empresa, como blogs, facebook interno, wikipedia e etc, fazem a informação fluir. Todos podem contribuir, não é preciso ter hierarquia ou poder formal. Segundo o autor, isto inverterá o modelos de poder dentro das empresas: de monarquia para democracia.
 
 
De monarquia para democracia
 
O autor defende que na empresa moderna são os colaboradores que decidirão quem terá o poder. Eles elegerão seu líder pela sua competência no assunto. A rede girará em torno deste líder eleito. Será que você enxerga algo parecido no Linkedin ou Twitter?
 
Por exemplo, o Rafinha Bastos se diz a pessoa mais influente do Twitter ou são os seus seguidores que o tornam a pessoa mais influente do Twitter?
 
 
Fidelização da Geração Y
 
A nova geração, a tal de Y, terá voz nesta empresa. Mesmo sem poder hierárquico, ela poderá interagir e dar sua opinião nos projetos. Quer ferramenta mais fidelizadora? Isto é, você acha que o "novato" vai querer ficar em uma empresa onde sua criatividade e atuação são tolidas ou em lugar democrático, "tipo Facebook, sakou?".
 
Redação: Keith Matsumoto
Mais de outras coisas: @keithmatsumoto 

 

 Redes Sociais

    

Um site feito especialmente para você que procura o melhor do bem-estar e auto-estima na Internet, sempre tendo a comodidade de encontrar um conteúdo saudável na web, que promova sempre o bem, o amor, a paz, o otimismo, a alegria, o conhecimento, a música, a informação e a educação. 

Nosso site está localizado na cidade de Ouro Fino, no Sul de Minas Gerais, como a primeira empresa de publicidade globalizada culturalmente de nosso município, promovendo a qualidade da internet ourofinense e do Brasil. Aproveite sempre o que o mundo tem de melhor! 

Sempre ótimos dias para você e sua família!