Caso Isabella Nardoni volta a ser investigado sobre novo depoimento de um terceiro assassino.

Este é um caso policial e uma das atrocidades mais chocantes que com certeza o Brasil nunca vai esquecer. A morte de Isabella Nardoni, de 5 anos de idade, que caiu do sexto andar de um prédio em São Paulo chocou milhões de brasileiros, fazendo a notícia do crime ganhar repercussão até no exterior. Segundo depoimentos e investigações da perícia que levaram à condenação de Alexandre Nardoni e Ana Carolina Jatobá à mais de 20 de prisão em regime fechado, o caso pareceu estar definitivamente finalizado, mas agora, depois de seis anos da tragédia, a Justiça recebeu um novo depoimento levantando a suspeita de que um terceiro indivíduo poderia também ter participado do crime. A mulher que não quer ser identificada aponta a acusação do crime para Antônio Nardoni, pai de Alexandre e avô paterno de Isabella. Segundo investigações, se a denúncia for comprovada, Antônio também será condenado e responderá pelo assassinato. Já a mulher relata a enorme pressão que carregava em sua consciência ao dizer que não tinha coragem de denunciar o avô da menina Isabella. Dizia ela que não conseguia dormir por saber de um crime tão bárbaro e ter que se manter em silêncio, como se nada tivesse acontecido. A mulher que não quis ser identificada trabalha no sistema prisional de São Paulo e agora teme receber ameaças. Mesmo assim, ela se sentiu no dever de contar, diz ela.

Alexandre Nardoni e a madrasta Anna Carolina Jatobá ainda encontram-se presos em regime fechado, acusados de torturar e matar Isabella Nardoni. Mesmo ainda presos, o casal nega ter cometido o crime e não levantam até hoje nenhuma hipótese do que realmente pode ter acontecido entre os três no dia 29 de março de 2008. Em entrevista ao Programa Fantástico da Rede Globo em 20 de Abril de 2008, Ana Carolina afirmava: “Somos totalmente inocentes. Eu nunca levantei um dedo, nunca falei um nada, nunca nem gritei com ela”. Mas dentro da Penitenciária, longe das câmeras, a história era bem outra! A funcionária do presídio contou sua versão para a Justiça, segundo ela, Ana Jatobá assumiu ter batido violentamente na menina e o marido Alexandre Nardoni jogou a própria filha pela janela. E a madrasta fez mais: acusou uma terceira pessoa, diz a testemunha. Eis então uma nova revelação! Antônio Nardoni, o sogro de Anna Jatobá, estaria envolvido na morte da neta de 5 anos, na tentativa de simular um acidente. Segundo a mulher, o próprio sogro os orientou nessa ideia. Diz ela: “Ela falou que o sogro mandou, orientou os dois a simular um acidente. Eu ouvi da boca dela, falou para mim, olho no olho”. E ainda relata o alívio de sua consciência: “O meu dever já fiz. Se ele for culpado, tem que ser condenado mesmo. Se for inocente, que apareça a verdade. O que importa é que agora eu estou bem com a minha consciência. Eu fiz o que eu achava que deveria ser feito”. Isabella Nardoni morreu no dia 29 de Março de 2008 ao cair do sexto andar de um prédio em São Paulo. Alexandre Nardoni foi condenado a 31 anos de prisão e Anna Jatobá a 26 anos. Os dois continuam presos até hoje e continuam negando terem cometido o crime.

Jornalismo: Bem Estar Ouro Fino

Redação: Ramon Ribeiro dos Santos

Referencial: Fantástico - Rede Globo 

 

 Redes Sociais

    

Um site feito especialmente para você que procura o melhor do bem-estar e auto-estima na Internet, sempre tendo a comodidade de encontrar um conteúdo saudável na web, que promova sempre o bem, o amor, a paz, o otimismo, a alegria, o conhecimento, a música, a informação e a educação. 

Nosso site está localizado na cidade de Ouro Fino, no Sul de Minas Gerais, como a primeira empresa de publicidade globalizada culturalmente de nosso município, promovendo a qualidade da internet ourofinense e do Brasil. Aproveite sempre o que o mundo tem de melhor! 

Sempre ótimos dias para você e sua família!