A crise do Brasil é mais moral do que econômica!

Brasileiros não estão dando importância para sua reputação, somente para a vida individual!

 

Estamos em uma crise econômica, isso é óbvio! Mas é preciso que analisemos todos os fatores que nos levaram ao estado crítico e grave da crise econômica e política brasileira. É claro que nossos governantes são corruptos, desde a presidente Dilma até Renan Calheiros, mas e o povo? Não conta? Afinal, já não dizia o velho ditado que o povo tem o governo que merece? 

Não faz muito tempo que a palavra "ostentação" começou a ganhar espaço em redes sociais, pesquisas, televisão e estudos de sites e jornais. Obviamente que sabemos que esta palavra só pode servir de qualidade a um único ser, a um único indivíduo e isso é extremamente notável em nosso meio atual! Mostrar, aparecer, ganhar vantagem em tudo estão entre os principais modismos da atual cultura brasileira. E quantos valores são quebrados diante desta cultura do "ganhar e nunca perder". 

Hoje, o brasileiro está vivendo a era do "carpem diem". Viva o hoje por que o amanhã pode não existir! E nesta mentalidade, vários valores considerados dignos do ser humano vão sendo descartados em troca do prazer momentâneo, da vida fácil a qualquer custo, do uso objetal do ser humano e da falta de importância e consideração com o sofrimento alheio, dos necessitados, daqueles que vivem na miséria, em condições desumanas. Enquanto a indústria do futebol e do carnaval não param de crescer, os hospitais estão quase caindo aos pedaços e alguns já perderam a credibilidade em seus serviços, anunciando falência; a educação está um caos, não apresenta uma grade de estudos eficiente, os livros didáticos tem um conteúdo extremamente fraco, e grande parte dos alunos vão à escola para não passar fome. Logicamente, que o brasileiro não está fazendo caso de sua reputação internacional. O Brasil que é motivo de piada em vários países do mundo e que já foi apelidado de "anão diplomático" não está sendo valorizado nem mesmo pelos próprios brasileiros, que estão ocupados em ganhar a vida explorando os mais fracos, roubando e aplicando golpes em pessoas por meio de tecnologias e táticas de contrabando. 

Hoje, o brasileiro não se importa com o coletivo e alimenta somente interesses individuais, não valorizando a pátria que nasceu, as pessoas com quem convive e alguns, nem mesmo a própria família. A era do egoísmo tomou conta do país. Já somos um país dividido pelo orgulho, pelo preconceito e pelo ódio entre classes. Cada grupo luta pelos seus direitos individuais, mas ninguém luta pelos direitos e deveres do cidadão brasileiro, que parece nem mais existir. Atualmente, estamos vendo apenas o cidadão branco, o cidadão negro, o cidadão hétero, o cidadão homo, o cidadão homem, o cidadão mulher, mas o cidadão brasileiro, parece que já não existe. Todos estão mais preocupados em terem seus privilégios estatais individuais através de seus medíocres movimentos separatistas que tem como função exigir respeito dos outros sem respeitar. Isso é Hipocrisia! 

Hoje, vende-se a moral, vende-se a honra, vende-se até a família em troca da boa vida, das orgias, do luxo, do dinheiro, enfim, da ostentação! O que importa é se dar bem e o resto, pouco importa. Como poderemos ser uma nação digna se cada um só pensa em si mesmo e nunca em um crescimento coletivo que favorece todas as pessoas e todo o Brasil, favorecendo assim a democracia?! Hoje, a mídia exalta mais os bandidos do que os próprios artistas. Bandido aparece dia e noite na televisão, em programas de entrevista e homenagens de acéfalos, e quando se fala em artista, a mídia promove somente aqueles sem conteúdo musical, com letras medíocres que propagam a depravação, a violência, a malandragem e as malícias de duplo sentido. 

Onde estão os verdadeiros artistas e cantores do Brasil, que expoem sentimentos, filosofia e sensibilidade humana? Quase falidos por falta de patrocínio. A mídia prefere promover os artistas superficiais para tornar a arte superficial, e assim, fazer da cultura algo superficial e até do ser humano, um ser superficial. Para que todos acreditem que a vida é feita de prazeres e não de responsabilidades e tornem assim o povo brasileiro um povo que não reflete, não pensa e não questiona. Isso só dá mais espaço para que a corrupção continue sem problemas. O Brasil também vive uma crise musical! 

E para finalizar, obviamente a venda de votos que são fornecidos por gente sem caráter que pensam apenas no benefício próprio, sem dar importância para os outros. 

Tudo isso está longe dos valores cristãos, que prega a solidariedade e ajuda aos mais fracos e necessitados. 

Muita gente frequenta a igreja, mas como um sinal de status social! O que vale é sair bem na fita! 

Nesta inversão de valores, onde bandido é considerado um pobre coitado e vítima é considerada culpada por ser correta e honesta, o Brasil vai se afundando em sua dignidade de nação. 

Hoje, humildade é sinônimo de burrice. Honestidade virou coisa de velho. Dizer não ao errado é "caretice".

E tudo isso deixa espaço livre para a corrupção lá em cima, já que quase ninguém faz caso de sua dignidade brasileira, exceto, quando há copa do mundo! 

Se queremos mudança, temos de ser a mudança! 

Se o impeachment de Dilma Roussef ainda não aconteceu, não foi por causa de alguma falta de Sérgio Moro ou de alguma falcatrua de Renan Calheiros. Dilma ainda não saiu por que os brasileiros simplesmente não estão desejando que ela saia. Se realmente quiséssemos que ela saísse, ela sairia! Basta parar o Brasil todo para isso, assim como foi com Collor! 

Mesmo que o PT já tenha grande poder estatal, quem ainda manda no Brasil somos nós! Só que nós, cidadãos brasileiros, renunciamos a esse cargo e jogamos nas mãos dos corruptos. Depois não adianta reclamar! 

Esse nosso comodismo é que faz o Brasil afundar sempre mais! 

Ficar se satisfazendo com cultura importada e entretenimento estrangeiro é só mais uma forma de comodismo! 

Afinal, você gosta de ser brasileiro? Por que o que falta para o Brasil crescer é isso: Patriotismo! 

 
Texto: Ramon Ribeiro dos Santos

 

 Redes Sociais

    

Um site feito especialmente para você que procura o melhor do bem-estar e auto-estima na Internet, sempre tendo a comodidade de encontrar um conteúdo saudável na web, que promova sempre o bem, o amor, a paz, o otimismo, a alegria, o conhecimento, a música, a informação e a educação. 

Nosso site está localizado na cidade de Ouro Fino, no Sul de Minas Gerais, como a primeira empresa de publicidade globalizada culturalmente de nosso município, promovendo a qualidade da internet ourofinense e do Brasil. Aproveite sempre o que o mundo tem de melhor! 

Sempre ótimos dias para você e sua família!